Boletim Jurídico – Publicações OnLine

Boletim Jurídico – Publicações OnLine
Lei de Locação / Notícias

TJMG autoriza despejo devido à sublocação de imóvel

Em Formiga, região Centro-Oeste de Minas, a proprietária de um imóvel conseguiu, por meio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), rescindir o contrato de aluguel firmado com seu inquilino e despejá-lo, porque ele sublocou a casa à irmã, sem notificar a locadora. A decisão é do juiz Rafael Guimarães Carneiro, da 2ª Vara Cível da Comarca.

A autora da ação alega que firmou o contrato de locação em setembro de 2012, com vigência por 12 meses, pelo valor mensal de R$400. Segundo ela, o imóvel foi sublocado sem seu conhecimento ou permissão, o que infringia o contrato. Afirmou ter avisado o inquilino por meio de notificação extrajudicial, mas sem sucesso. Ela pleiteou na Justiça o despejo do morador e a rescisão do contrato.

Em sua defesa, o inquilino alegou que desde o primeiro dia de locação quem reside no imóvel é sua irmã, embora o contrato esteja em seu nome, situação conhecida pela proprietária. Além disso, sustentou que ela requereu o despejo porque foi questionada por cobrar aluguel em valor superior ao previsto pelo contrato.

De acordo com o magistrado, ficou comprovada a existência de um contrato entre as partes, o qual expressa a proibição de sublocar o imóvel. Por outro lado, o locatário admitiu ter sublocado a casa, mas não provou que a proprietária tinha ciência da ação. “Diante da comprovação de que o requerido infringiu cláusula do contrato ao sublocar o imóvel, é viável o despejo por infração contratual, conforme o 9º artigo, da Lei 8.245/91”, afirmou o juiz, ao acatar o pedido inicial.

Numeração única: 0089887-63.2014.8.13.0261.

FONTE: TJMG

Tags: TJMG

Vantagens Publicações Online

Siga nosso twitter Acesse nosso facebook Fale Conosco