Boletim Jurídico – Publicações OnLine

Boletim Jurídico – Publicações OnLine
Geral / Notícias

TRF4 – Agilidade e economia: advogada é atendida por magistrado em videoconferência

Nesta tarde (24/2), o sistema de videoconferência do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) foi utilizado de uma nova forma para garantir mais agilidade ao processo, proporcionar economia para a parte e facilidade ao trabalho dos advogados.

Agora, além da tradicional sustentação oral, quando os profissionais do Direito defendem suas ações de outros locais via vídeo, o atendimento aos advogados também está sendo feito entre Porto Alegre e unidades da Justiça Federal, nas capitas e no interior, utilizando câmeras.

Vídeo atendimento

Hoje a advogada Betina Treiger Grupenmacher, de Curitiba (PR), arrumaria as malas e partiria do Paraná rumo à Porto Alegre para conversar com o juiz federal Ivorí Luis da Silva Scheffer, convocado para atuar no TRF4, no gabinete da desembargadora federal Maria de Fátima Freitas Labarrère.

Na pauta, informações sobre o processo tributário em que ela atua, com julgamento marcado para próxima quarta. Esse atendimento do juiz pode ser solicitado pelo advogado que quer esclarecer dúvidas sobre a ação.

Mas o que levaria mais tempo e geraria custos para quem contratou a advogada foi resolvido em menos de meia hora, sem viagens e diárias. O gabinete do magistrado propôs à advogada o atendimento por videoconferência entre Curitiba e Porto Alegre. Betina conversou com o juiz no TRF4 direto do prédio da Justiça Federal do Paraná.

Facilidade

Para a advogada a experiência, além de economizar tempo e dinheiro, traz mais agilidade. “Já tive que ir à sede do TRF4 outras vezes, então tem o tempo que a gente perde, fora o dinheiro gasto com hospedagem, alimentação e passagem”. Ela salientou, ainda, que os profissionais do escritório em que trabalha também acharam interessante essa nova forma de atendimento do magistrado e pretendem utilizar em outras ações que tramitam no tribunal.

“Eu só vejo vantagens nessa forma de acesso do advogado ao juiz ou desembargador. Nada atrapalhou a videoconferência, os equipamentos são excelentes e a conversa simultânea”, analisou o juiz federal Scheffer. Ele reforçou ainda que essa deveria se tornar uma prática, pois “trabalhando hoje com o processo eletrônico precisamos evoluir também em outras formas de atendimento.”

Informatização

O TRF4 possui um sistema de videoconferência em toda a Justiça Federal da 4ª Região (RS, SC e PR). Seções e subseções judiciárias são dotadas de sistema de câmeras que propiciam a comunicação entre as sedes.

A estrutura montada possibilitou, por exemplo, o desenvolvimento do Projeto XXI, que realiza audiências criminais por vídeo, eliminando a expedição das cartas precatórias. O sistema foi desenvolvido na Justiça Federal do Rio Grande do Sul e está sendo adotado na Justiça Federal de todo país.

FONTE: TRF4


Vantagens Publicações Online

Siga nosso twitter Acesse nosso facebook Fale Conosco